Santa Luzia

Santa Luzia

Os primeiros imigrantes provenientes da Itália que se estabeleceram na localidade de Santa Luzia, no ano de 1888, eram muito devotos de Santa Luzia, e trouxeram consigo um tecido com a estampa da Santa. Assim, construíram, em 1888, um pequeno capitel de madeira, onde todos os domingos Lourenço Biz reunia a comunidade para a reza do terço e um grupo de pessoas rezava a ladainha em latim.

Tempos depois, os primeiros moradores adquiriram uma imagem talhada em madeira. No ano de 1901, com o crescimento do lugar, sentiu-se a necessidade de construir uma capela maior. Somente em 1953, no entanto, foi que construíram essa capela, de alvenaria, sendo essa a terceira edificação. Com a ajuda de toda a comunidade foi adquirida uma imagem de Santa Luzia em gesso, sendo a mesma que se encontra na comunidade até os dias de hoje.

Com a ampliação da nova estrada no ano de 1978, a capela ficou muito próxima da rodovia. Outra vez a comunidade se viu obrigada a construir uma nova igreja. Assim, liderados por Mário Fontanella, construíram-na de alvenaria e azulejo. Desde o primeiro capitel, a santa missa era celebrada no dia 13 de dezembro, dia de Santa Luzia. O primeiro celebrante foi Pe. Luigi Marzano. A comunidade continuou a crescer, novas famílias foram construindo suas casas e ampliando as propriedades rurais, única fonte de renda na época. Incentivados por Padre Daniel Sprícigo, a quinta igreja foi edificada para acolher como

SANTA LUZIA

Santa Luzia pertencia a uma família siciliana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter se consagrado a Jesus. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe queria vê-la casada com um jovem de distinta família, porém pagão. Ao pedir um tempo para o discernimento foi para uma romaria ao túmulo da mártir Santa Águeda, de onde voltou com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto ao sofrimento por que passaria, como Santa Águeda. Vendeu tudo, deu aos pobres e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Santa Luzia, não querendo oferecer sacrifício aos falsos deuses e nem quebrar o seu santo voto, teve que enfrentar as autoridades perseguidoras e até a decapitação, no ano 303, para assim testemunhar com a vida e a morte o que disse: "Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade".

SANTA LUZIA

Informações:

Local

Bairro Santa Luzia

Telefone

(48) 3465.2210

Compartilhar

Vídeos Postados

Conecte-se conosco