Santa Teresinha do Menino Jesus

Santa Teresinha do Menino Jesus

A comunidade de Rio América Baixo passou a existir com a chegada dos imigrantes italianos em 1880. A fé e a religiosidade sempre foram marcantes e vivas no coração dos imigrantes que passaram a cultivá-las com mais força. No ano de 1923 foi erigido um capitel em honra à Nossa Senhora do Caravaggio, demonstrando o fervor da religiosidade destes homens e mulheres.

Naquela época, todas as atividades religiosas eram realizadas junto à Igreja Matriz, até que, em 1976, Francisca Rosa Fernandes Miotello sugeriu colocar uma imagem de Santa Teresinha na escola desativada. Aos poucos, os fiéis foram se organizando e no dia 05 de outubro de 1980, a igreja da comunidade foi inaugurada.

Em 2010, o local de oração passou por reformas significativas. O espaço religioso foi ampliado, restaurado e reinaugurado no dia 10 de outubro, para a alegria de todos os devotos da Santa das Rosas. O templo traz características arrojadas, aliadas à leveza dos elementos clássicos com as arriscadas linhas modernas.

A comunidade conta hoje com 61 famílias católicas, com catequese, dois Grupos de Famílias, 25 membros no Apostolado da Oração, duas capelinhas da Mãe Peregrina, 25 associados da Irmandade de Santa Teresinha e a Associação das Mães Apostólicas, irmandade ligada à Congregação dos Josefinos de Murialdo.

SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS

Nasceu em Alençon em 1873, e morreu no ano de 1897 em Lisieux. Santa Teresinha não só descobriu no coração da Igreja que sua vocação era o amor, mas sabia que o seu coração foi feito para amar. Ela entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas de Lisieux, com a autorização do Papa e sua vida passou-se na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus. Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus, pela salvação das almas e nas intenções da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança nos braços do Pai, livre, igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou a pequena via da infância espiritual. O mais profundo desejo do coração de Terezinha era ter sido missionária "desde a criação do mundo, até a consumação dos séculos".

Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia "História de uma alma", e como intercessora dos missionários, sacerdotes e pecadores que não conheciam Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aqui na terra. Foi proclamada a principal padroeira das missões em 1927 e Doutora da Igreja em 1997, na data de seu centenário.

Capitel de N. Sra. do Caravaggio

Capitel de N. Sra. do Caravaggio

Interior da igreja

Interior da igreja

Informações:

Local

Rio América Baixo

Telefone

(48) 3465.2285

Compartilhar

Vídeos Postados

Conecte-se conosco