São Miguel

São Miguel

Em 1891 chegaram os primeiros imigrantes provenientes da Itália na localidade de Belvedere. Eram em sua maioria da Província de Bergamo. Iniciaram o desbravamento das terras e construíram seus ranchinhos para abrigarem-se das intempéries. Eram católicos praticantes e logo se uniram para edificar a primeira capela feita de madeira rachada a cunha e a machado. Esta estava localizada à beira de uma picada, que ligava Urussanga a Treviso. O padroeiro da primeira capela era São Roque, cuja estátua de madeira foi confeccionada pelo habilidoso carpinteiro e escultor Bepe Frassetto. Com o tempo, esta pequena capela foi se deteriorando, surgindo a necessidade da construção de uma nova igreja. 

O nível de vida dos imigrantes melhorou, permitindo a edificação de um templo maior. Ele foi construído antes de 1920, no centro da colônia de Belvedere, de pedras irregulares retiradas próximas da antiga capela e assentadas com argila. O padroeiro passou a ser São Miguel. Com as coletas realizadas na igreja era pago mensalmente um capelão, para que presidisse os cultos, doutrinasse as crianças e realizasse os sepultamentos.
Por volta de 1953, o tesoureiro Giovanni Luigi Lavina liderou um movimento para construção da terceira igreja da localidade, grande e imponente, motivo de orgulho para a comunidade. Até hoje, o prédio emoldura a bela paisagem de Belvedere.
Hoje, a comunidade interiorana de Belvedere conta com 65 famílias católicas, duas Ministras Extraordinárias da Eucaristia, 120 associados no Apostolado da Oração, duas capelinhas da Mãe Peregrina percorrem as famílias. Conta também com equipe de liturgia e pastoral do Dízimo com suas missionárias. Na administração da comunidade está a Comissão de Assuntos Econômicos e Pastorais.

SÃO MIGUEL

A Igreja unificou a celebração dos três arcanjos mais famosos da história da salvação - Miguel, Gabriel e Rafael - para o dia 29 de setembro, data em que se comemorava apenas o primeiro. Esses três arcanjos representam a alta hierarquia dos anjos-chefes, o seleto grupo dos sete espíritos puros que atendem ao trono de Deus e são os "mensageiros dos decretos divinos" aqui na terra. Miguel, que significa "quem é como Deus?", ou "semelhança de Deus", é considerado o príncipe guardião e guerreiro, defensor do trono celeste e do povo de Deus.

Fiel escudeiro do Pai Eterno, chefe supremo do exército celeste e dos anjos fiéis a Deus, Miguel é o arcanjo da justiça e do arrependimento, padroeiro da Igreja Católica. Costuma ser de grande ajuda no combate contra as forças maléficas. O seu culto é um dos mais antigos da Igreja. É citado quatro vezes na Sagrada Escritura: “... Miguel, um dos primeiros Príncipes, veio em meu auxílio”(Profecia de Daniel 10,13). “Nesse tempo levantar-se-á Miguel, o grande Príncipe, que se conserva junto dos filhos do teu povo”(Profecia de Daniel 12,1).“E, no entanto, o arcanjo Miguel, quando disputava com o diabo, discutindo a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a pronunciar uma sentença injuriosa contra ele, mas limitou-se a dizer: O Senhor te repreenda!”(Epístola de São Judas 9).“Houve então uma batalha no céu: Miguel e seus Anjos guerrearam contra o Dragão”( Apocalipse 12,7).

Interior da igreja SÃO MIGUEL

Altar lateral dedicado à Nossa Senhora das Graças

Altar lateral dedicado à Nossa Senhora das Graças

Informações:

Local

Belvedere

Telefone

(48) 3465.3283

Compartilhar

Vídeos Postados

Conecte-se conosco