Mês de Abril

Eis que no início deste mês de abril estamos vivendo o tempo especial da Semana Santa. Ela é o centro do ano litúrgico da nossa Igreja Católica, pois nestes dias celebramos os mistérios centrais da nossa fé. Como é importante que cada um de nós nestes dias dedique bastante tempo à oração, à reflexão e à contemplação do Cristo, o Filho de Deus, nosso Salvador.

Na Quinta-feira Santa celebramos a instituição dos dois grandes sacramentos, a Eucaristia e a Ordem, um inserido no outro, um dependente do outro, os dois no coração da Igreja. Jesus quer deixar-se presente para sempre na vida da Igreja oferecendo-se como alimento de vida eterna para todos os que n’Ele crerem. Neste dia também celebramos o grande gesto de humildade e de serviço: Ele lavou os pés dos seus amigos para que eles também fizessem o mesmo. Tudo o que Jesus fez e ensinou está na perspectiva do serviço humilde e generoso para a humanidade, para que o mundo creia no seu Evangelho: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida...” (Mc 10,45).

Na Sexta-feira Santa, comovidos, contemplamos e celebramos a doação total: Ele morreu por cada um de nós, para nos salvar e nos redimir, para que tenhamos a vida eterna. Não sejamos indiferentes e negligentes, acorramos ao encontro de Jesus nas celebrações e sigamos com Ele aqueles últimos passos, aquelas últimas horas da sua vida terrena. Vamos oferecer-lhe o nosso amor, a nossa boa vontade, a nossa adesão para que sejamos capazes de morrer para a maldade e os vícios e assim alcançar os horizontes de uma nova vida.

No Sábado Santo nós vivemos o grande silêncio do sepulcro. Na perplexidade de um Deus que morreu, no silêncio de uma Palavra que é memória, guardamos no coração o grande evento do Inocente caluniado, condenado, crucificado e sepultado. Mas o Deus da vida, não vai nos deixar por muito tempo desconsolados. Na noite santa da Vigília Pascal nós celebraremos a grande Notícia, a melhor de todas: Jesus Ressuscitou!!! A morte não é mais o fim de tudo. Depois de Jesus Cristo ter passado pela história humana, a vitória sobre a morte pertence a Ele e a todos os que creem n’Ele e vão tecendo a vida terrena com Ele até o último suspiro.

Sim, nós somos filhos da Ressurreição, participamos plenamente deste grande mistério e nos tornamos as testemunhas do maior e mais significativo evento da história da humanidade. Vivamos, pois, a nossa vida na esperança e na confiança da Ressurreição, na certeza do Cristo Ressuscitado, no amor do Pai que acolhe o sofrimento e transforma-o em vida, no dom do Espírito Santo que anima e sustenta a nossa caminhada de discípulos.

Desejo a todos uma feliz e abençoada Páscoa!!!

Compartilhar
Conecte-se conosco